MBC promove encontro com Alckmin para dialogar em favor de um Brasil mais competitivo

Ativo 1 19 setembro, 2022

Foto André Conti

O Movimento Brasil Competitivo (MBC) apresentou, na manhã desta segunda-feira, 19, em São Paulo, os 12 Compromissos para um Brasil Competitivo a Geraldo Alckmin (PSB), candidato a vice-presidente na coligação Brasil da Esperança, de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Em mais uma edição dos Diálogos MBC Eleições, o objetivo é dialogar com todos os candidatos à presidência da República, a fim de reforçar e fomentar a importância da competitividade para o desenvolvimento do país.

O documento com as propostas concebidas pelo MBC e pela Frente Parlamentar pelo Brasil Competitivo (FPBC) conta ainda com o apoio de mais de 50 entidades do setor produtivo e da sociedade civil organizada e traz diagnósticos, metas e sugestões para que o Brasil avance em pontos como a geração de emprego, crescimento da economia e redução do Custo Brasil

“A agenda de competitividade é central para um bom plano de governo. Vou ter esse trabalho de vocês como um roteiro para nossa atuação. Precisamos agir nas causas dos problemas. A desburocratização, a digitalização, a educação básica de qualidade, a logística e a infraestrutura, além do crescimento inclusivo, por exemplo, são temas essenciais para que o Brasil possa crescer”, refletiu Alckmin.

À frente da conversa com Alckmin estavam o presidente do Conselho Superior do MBC, Jorge Gerdau, a diretora executiva do MBC, Tatiana Ribeiro, além do diretor executivo do MBC, Romeu Neto.  “Nosso objetivo é seguir consolidando quatro importantes frentes para o Brasil – governança e gestão, digitalização, Custo Brasil e educação – para que, por meio delas, possamos avançar no desenvolvimento do país. Há temas que o mercado sozinho não resolve e, se tivermos decisões macro estratégicas de governo em prol dessas temáticas, sem dúvidas conseguiremos bons resultados”, introduziu Gerdau.

O MBC, por meio de estudos, já mostrou que o indicador do Custo Brasil, com um valor de mais de R$ 1,5 trilhão ao ano, inviabiliza a competitividade global do país. Desta maneira, fica cada dia mais difícil o crescimento de empresas e postos de trabalho no Brasil, que perde competitividade em relação aos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

“O Brasil precisa avançar em uma série de agendas, mas sem dúvidas, temas como a competitividade do país precisam ter maior celeridade”, reforçou a diretora executiva, Tatiana Ribeiro.

O encontro também contou com a presença do governador de Pernambuco e vice-presidente do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Paulo Câmara, da secretária do Planejamento de São Vicente, Talita Santos, além de conselheiros, associados, executivos, especialistas e parceiros do MBC.

Ao fim do evento, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, que é vice-presidente do PSB, destacou ainda o sucesso da parceria com o MBC, que colocou a educação do estado de Pernambuco entre as três melhores do Brasil, no ensino médio.

O MBC e a FPBC já entregaram o documento a Felipe D’Ávila (Novo) e Soraya Thronicke (UB), além de outros representantes de partidos e candidatos ao Legislativo e Executivo.

LEIA TAMBÉM
>> MBC apresenta os “12 Compromissos” ao Ministro da Casa Civil
>> Documento dos 12 Compromissos é entregue a candidatos e partidos
>> MBC promove encontro com candidato à presidência Felipe D’Avila
>> MBC e FPBC lançam 12 Compromissos para um Brasil Competitivo
>> Confira quais são os 12 Compromissos para uma Brasil Competitivo

Inscreva-se na nossa newsletter!

Receba o Acontece no MBC, news mensal que reúne nossas ações e projetos para a melhoria do Brasil

Newsletter (Popup)