Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia recebeu 175 inscrições

Ativo 1 06 junho, 2019

O Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia 2018, que nesta edição tem como tema a Indústria 4.0, recebeu 175 inscrições, de nove países da região. Os trabalhos estão divididos em cinco categorias, que englobam desde os estudantes do ensino médio e técnico até os pesquisadores sênior. Agora os projetos recebidos irão passar por uma seleção inicial e a comissão julgadora se reunirá em agosto, em Brasília, para definição do resultado.

Segundo o secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTIC, Paulo Alvim, o Prêmio Mercosul busca reconhecer a contribuição da ciência e tecnologia para a melhoria da qualidade de vida da população. “É muito importante valorizar o esforço e a dedicação daqueles que, por meio da pesquisa, estão promovendo nosso desenvolvimento científico, tecnológico, econômico e social”, afirma.

A iniciativa é patrocinada pelo MCTIC – Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e conta com o apoio do CNPq-Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; do MBC – Movimento Brasil Competitivo; do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação Produtiva da Argentina; do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia do Paraguai; e do Ministério da Educação e Cultura do Uruguai.

O Prêmio

Instituído em 1997 pela Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do Mercosul (RECyT), o Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia busca incentivar e reconhecer pesquisadores com estudos que apresentem potencial contribuição para o desenvolvimento científico e tecnológico da região. Além disso, contribui para o processo de integração dos países do bloco, por meio do estímulo à difusão das realizações e dos avanços científicos e tecnológicos.

Na edição passada, foram premiados cientistas do Brasil, da Argentina, da Venezuela e do Paraguai. Desde seu lançamento, o Prêmio Mercosul já recebeu mais de 2 mil trabalhos, com 268 agraciados entre pesquisadores e equipes.

Fonte: MCTIC