Prefeito de Fortaleza assina Termo de Cooperação do Mais Gestão

Ativo 1 28 Março, 2019

O prefeito Roberto Cláudio e a secretária da Educação, Dalila Saldanha, assinaram nesta quarta-feira, 27, o Termo de Cooperação com as empresas Falconi Educação e o Movimento Brasil Competitivo (MBC), para o programa Mais Gestão, que tem como objetivo aperfeiçoar os resultados da Rede Pública Municipal de Ensino.O projeto terá duração de nove meses e deve ter início no próximo semestre com ações que visam ao melhoramento da gestão; otimização dos gastos; valorização dos servidores e professores; melhorias no parque tecnológico e na infraestrutura das escolas; ampliação da Rede em Tempo Integral, entre outros objetivos.

“Queremos garantir mais eficiência na Rede, encontrando soluções de gestão, fazendo avaliação e monitoramento dos resultados para termos mais rendimento dos gastos públicos da educação. A Falconi vai desenvolver estratégias para que isso aconteça, e o MBC vai mobilizar empresários para que o projeto avance sem a necessidade do uso da máquina pública”, explicou o prefeito Roberto Cláudio.

Reconhecida por mais um ano como a quarta maior rede do Brasil em número de matrículas no Censo Escolar da Educação Básica 2018, Fortaleza conta hoje com 220 mil estudantes atendidos, sendo destaque como a capital do País que mais ampliou matrículas na Educação Infantil (creche e pré-escola). Os dados apontam que a capital cearense foi a terceira do País e a primeira do Nordeste em matrículas de tempo integral, além de ter sido destaque em Inclusão, sendo a terceira maior rede do País e a primeira do Norte e Nordeste em Educação Inclusiva.

“Evoluímos muito nossos indicadores e reduzimos o nível de abandono que em 2018 ficou em 1%. Mas, o estudante na escola é apenas uma etapa da rede de ensino e nosso papel também é de identificar as fragilidades e dar celeridade aos processos para termos mais resultados positivos na sala de aula,” afirmou a secretária Dalila Saldanha.

 

Durante a execução do projeto, serão realizadas reuniões mensais, bimestrais e trimestrais, com a presença da sociedade civil organizada. Orçado em R$ 4,1 milhões, o programa Mais Gestão será financiado pelo setor privado. Na reunião desta quarta-feira, representantes de seis empresas compareceram para conhecer as ferramentas da proposta.

“A partir de agora vamos promover uma mobilização empresarial e vamos construir conjuntamente esse novo projeto de educação. Apresentaremos a proposta para outros seis potenciais investidores e realizaremos agendas internas no Município para tirar todas as dúvidas existentes”, confirmou Romeu Neto, superintendente do Movimento Brasil Competitivo.

Com informações da prefeitura de Fortaleza