Parecer da reforma exclui capitalização e prevê economizar R$ 800 bi

Ativo 1 12 junho, 2019

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o relator da reforma da Previdência na comissão especial, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), e líderes partidários fecharam uma versão preliminar do parecer que será apresentado amanhã no colegiado. Já foi batido o martelo, segundo fontes, sobre a retirada do regime de capitalização da proposta, ideia defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Também estarão de fora os trechos referentes a Benefício de Prestação Continuada (BPC) e aposentadoria rural.

Segundo apurou o Valor, com as alterações, a estimativa de economia é de R$ 800 bilhões em 10 anos, abaixo do R$ 1 trilhão, impacto fiscal almejado pelo governo federal.

De acordo com fontes que participaram da reunião de líderes, que ocorreu na casa de Maia na manhã desta quarta-feira, alguns pontos ainda não foram fechados, como a inclusão ou não dos Estados e municípios no texto. Moreira antecipará no fim da tarde desta quarta-feira parte das mudanças que fará na proposta do governo, como a exclusão da capitalização, das mudanças no BPC e na aposentadoria rural e a desconstitucionalização, segundo líderes que participaram da reunião.

Além disso, deve apresentar outras alterações de cunho “social”, como a redução da idade de aposentadoria das professoras dos 60 anos propostos pelo governo para 57 anos.

Fonte: Valor Econômico