Institutos Federais podem aderir a programa de formação de agentes digitais

Ativo 1 01 Março, 2019

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações prorrogou até o dia 29 de março o prazo que os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs) possam aderir ao Programa Nacional de Formação de Agentes de Inclusão Digital (PNAID).

Nessa etapa, serão selecionadas instituições de ensino integrantes da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica para a realização do Curso de Agentes de Inclusão Digital.

Os institutos vão capacitar jovens de todo o Brasil para atuarem como monitores nos telecentros, espaços com computadores conectados à internet e abertos à população.

As atividades serão desenvolvidas na modalidade a distância, em sua região de atuação, e envolvem tutoria, orientação aos projetos comunitários, avaliação e certificação dos alunos participantes.

Durante o programa de formação a distância, os monitores vão receber uma bolsa no valor de R$ 400,00. O PNAID foi criado pelo ministério em 2017 e formará os primeiros agentes digitais neste ano de 2019. O curso terá duração de 10 meses e carga horário de 480 horas. Os selecionados vão elaborar um projeto voltado à comunidade onde está inserido o telecentro, além de dedicar duas horas diárias ao atendimento do público que frequenta o local.

Na primeira fase do programa foram escolhidos 791 telecentros de todo o país, que vão indicar os jovens que farão o curso. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) foi selecionado para estruturar e elaborar o curso de formação do programa e disponibilizar a plataforma tecnológica para a realização das atividades de capacitação.

Fonte: MCTIC