Congresso discute a importância da reforma do Estado para o futuro do país

Ativo 1 20 setembro, 2018

O momento nacional e os desafios para o futuro do país foram assuntos debatidos na 16ª edição do Congresso Brasil Competitivo. O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Nelson Jobim, foi um dos convidados do evento e destacou o momento de transição pelo qual o país está passando. “No Brasil, o velho está morrendo, mas o novo ainda não nasceu”, disse. O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, e o presidente do Conselho Superior do Movimento Brasil Competitivo (MBC), Jorge Gerdau, também foram participantes do painel.

Segundo a avaliação de Nelson Jobim , existe uma disfuncionalidade dos três poderes e do sistema político no Brasil. “Começou-se uma disputa de quem manda mais ou controla o Brasil”, afirmou. Para o ex-ministro, essa disfuncionalidade se agrava com o número de partidos existentes, pois não existe uma administração para as discordâncias políticas e isso se expande para outros poderes.  Jobim ponderou que o Supremo Tribunal Federal também foi afetado por isso. “No início, o STF se conteve, mas depois passou a gostar da coisa”, avaliou.

O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung (MDB), também frisou a importância de uma reforma política e destacou a alternância de governos como fator essencial para a manutenção da democracia. De acordo com Hartung, um dos erros do Brasil foi instituir reeleições com uma democracia tão jovem e fragilizada. “Para um país de democracia frágil, com tradição autoritária, temos que apostar na alternância de poder e na sociedade”, disse.

Para o presidente do Conselho Superior do Movimento Brasil Competitivo, Jorge Gerdau, a prioridade absoluta do país é voltar a crescer, ganhar produtividade no setor público e fazer o ajuste fiscal, especialmente aumentando o índice de poupança. O presidente do Conselho Superior salientou a importância da digitalização da economia nesse sentido. “Há um trabalho do Banco Mundial que mostra que com as tecnologias de digitalização há possibilidade de crescimento de 96% nos setores públicos”, afirmou Gerdau.

O Congresso Brasil Competitivo é uma realização do Movimento Brasil Competitivo para colocar em pauta assuntos importantes para o crescimento do país. O encontro reúne associados, líderes empresariais, gestores públicos, executivos e especialistas a fim de debater soluções que contribuam para a competitividade brasileira.

Assessoria de Comunicação Social do MBC