Movimento Brasil Competitivo



Diminuir Texto
Aumentar Texto
Glossário
Relatório Focus
Resumo Semanal
13 a 17/02/17

Crescimento

  • Mercado não faz alterações nas projeções para o PIB neste ano e no próximo. Crescimento do PIB em 2017 seria de 0,48%. Em 2018, crescimento seria de 2,30%;
  • Crescimento da produção industrial esperada para este ano permanece sem alterações, em 1,00%. Para o próximo ano, mercado é mais otimista, e reajusta projeção de 2,05% para 2,10%.

 

Inflação

  • Pela terceira semana consecutiva, queda na inflação esperada para o mês de fevereiro, de 0,50% para 0,48%. Há quatro semanas, o índice projetado para o mês era de 0,60%;
  • Cai pela sétima semana a projeção do mercado para a inflação no ano de 2017, de 4,47% para 4,43%;
  • Queda significativa nas expectativas do Grupo Top 5 (instituições que mais acertam as previsões) para a inflação neste ano. Há quatro semanas, grupo esperava inflação de 4,72% no ano. Agora, previsão está em 4,26%;
  • Previsão para inflação em 2018 segue constante em 4,50%.

 

Taxa de Câmbio e Taxa de Juros

  • Nova queda nas taxas de câmbio esperadas tanto ao fim de 2017 quanto ao fim de 2018. Projeção para este ano vai de R$/US$ 3,36 para R$/US$ 3,30. Para 2018, projeção vai de R$/US$ 3,49 para R$/US$ 3,40;
  • Estabilidade nas taxas de juros projetadas para este ano e o próximo. Taxa Selic seria de 9,50% ao fim de 2017, e 9,00% ao fim de 2018.

 

Notícias do Mercado

  • Segundo o Banco Central, o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), que serve de referência ao mercado como espécie de “prévia” do PIB, indicou queda de 4,34% na atividade durante o ano de 2016.  Após os devidos ajustes sazonais, essa queda seria de 4,55%. Durante o ano de 2015, a economia brasileira registrou uma retração de 3,8% segundo dados oficiais do IBGE. O IBC-Br incorpora estimativas para a agropecuária, a indústria e o setor de serviços, além dos impostos;
  • Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE, o setor de comércio apresentou queda de 2,1% entre novembro e dezembro de 2016, já descontados os efeitos sazonais. A queda reverteu a alta observada em novembro (revisada de uma elevação de 2,0% para outra de 1,0%), cujo crescimento havia sido impulsionado pela Black Friday. Na comparação com o mesmo período de 2015, as vendas recuaram 4,9%. A contração acumulada pelo setor no ano de 2016 foi de 6,2%, após queda de 4,3% no ano anterior;
  • O setor de serviços apresentou crescimento real de 0,6% em sua receita em dezembro do ano passado, na comparação com o mês anterior e já com ajustes sazonais, de acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE. O mesmo setor cresceu 0,2% em novembro. Apesar da elevação na margem, o volume total de serviços apresentou queda de 5,7% na comparação com dezembro de 2015. A queda acumulada do setor em 2016 foi de 5,0%. 
 
Voltar
{Ir para o topo}



MBC

Setor Comercial Norte, Quadra 1, Bloco C
Sala 1708, Ed. Brasília Trade Center
CEP 70.711-902 - Brasília, DF
55 61 3329 2101 | 55 61 3329 2102
mbc@mbc.org.br

© 2014 Movimento Brasil Competitivo. Todos os direitos reservados.