Movimento Brasil Competitivo



Diminuir Texto
Aumentar Texto
Glossário
Relatório Focus
Resumo Semanal
05 a 09/06/17

Crescimento

  • Após crescimento na margem na última semana, expectativas para o resultado do PIB neste ano caem novamente, de 0,50% para 0,41%;
  • Para o próximo ano, crescimento esperado do PIB é de 2,30%;
  • Expectativas para a indústria neste ano continuam em queda, de 1,09% para 0,94%;
  • Em 2018, resultado esperado para a industrial segue em crescimento de 2,50%.

 

Inflação

  • Expectativas para inflação neste ano seguem movimento de queda, passando de 3,90% para 3,71%;
  • Após permanecerem constantes na última semana, expectativas para a inflação no próximo ano caem de 4,40% para 4,37%;

 

Taxa de Câmbio e Taxa de Juros

  • Taxa de câmbio projetada para este ano permanece constante em R$/US$ 3,30;
  • Para o próximo ano, taxa esperada também não sofre alterações, permanecendo em R$/US$ 3,40;
  • Taxa Selic segue projetada em 8,50%, tanto para este ano quanto para o próximo.

 

Notícias do Mercado

  • Após corte da Taxa Selic em 1,00 ponto percentual, a Ata do Copom, divulgada na última semana, trouxe esclarecimentos de que o aumento das incertezas advindas do ambiente político pode impactar a agenda de reformas e ajustes, com implicações para a taxa de juros estrutural. Somado a isso, essas incertezas podem influenciar as decisões do Copom, à medida que afetam as expectativas de inflação e a trajetória da taxa de câmbio. Segundo o comitê, a magnitude dos cortes e a extensão do ciclo seguirão pautadas pelos desdobramentos da economia;
  • O PIB da Área do Euro cresceu 0,6% no primeiro trimestre em relação aos três meses anteriores, segundo os dados finais divulgados pela Eurostat. Esse resultado mostrou ligeira aceleração em relação à elevação de 0,5% do trimestre anterior. Vale destaque o crescimento dos investimentos, de 1,3%, ante expansão de 3,4% no trimestre anterior. O consumo das famílias também teve desaceleração no mesmo período, apesar de leve, ao passar de um crescimento de 0,4% para outro de 0,3%. Na comparação interanual, o PIB da Área do Euro subiu 1,6%;
  • A queda da inflação está contribuindo para elevar a rentabilidade da poupança, a mais tradicional modalidade de aplicação financeira no país. No acumulado em 12 meses até maio, a caderneta de poupança ofereceu um ganho real (descontada a inflação) de 4,37%, segundo levantamento da provedora de informações financeiras Economatica e matéria do G1. Trata-se da maior taxa de retorno desde 2006, quando a modalidade rendeu 5,1% na mesma base de comparação.
 
Voltar
{Ir para o topo}



MBC

Setor Comercial Norte, Quadra 1, Bloco C
Sala 1708, Ed. Brasília Trade Center
CEP 70.711-902 - Brasília, DF
55 61 3329 2101 | 55 61 3329 2102
mbc@mbc.org.br

© 2014 Movimento Brasil Competitivo. Todos os direitos reservados.