Movimento Brasil Competitivo



Diminuir Texto
Aumentar Texto
Glossário
Relatório Focus
Resumo Semanal
22 a 26/05/17

Crescimento

  • Apreensões quanto à crise política começa a tomar forma. Resultado esperado para PIB em 2017 é menor, passando de 0,50% para 0,49%;
  • Projeção para o PIB em 2018 também sofre queda, de 2,50% para 2,48%;
  • Projeções para a indústria não se alteram essa semana. Resultado permanece projetado em crescimento de 1,30% em 2017, e 2,50% em 2018.

 

Inflação

  • Cessa a queda na projeção para inflação vista nas últimas semanas. Índice sobe de 3,92% para 3,95%;
  • Para o próximo ano, expectativas para inflação também crescem e passam de 4,34% para 4,40%.

 

Taxa de Câmbio e Taxa de Juros

  • Taxa de câmbio esperada para este ano sobe, refletindo movimentos dos últimos dias. Apostas voltam a R$/US$ 3,25;
  • Sobe também taxa de câmbio esperada para o próximo ano, de R$/US$ 3,36 para R$/US$ 3,37;
  • Taxa Selic projetada pelo mercado para o fim deste ano e do próximo segue constante em 8,50%.

 

Notícias do Mercado

  • Segundo o IBGE, o IPCA-15 registrou alta de 0,24% em maio. Em abril, o índice havia apresentado alta de 0,21%. No quinto mês, a aceleração refletiu principalmente a maior elevação do grupo de alimentação e bebidas, que passou de 0,31% para 0,42%. Por outro lado, o grupo de habitação desacelerou de uma alta de 0,39% para outra de 0,15%, com a queda das tarifas de energia elétrica, ainda refletindo os descontos aplicados pelas distribuidoras em abril. No acumulado em doze meses, o IPCA desacelerou de uma expansão de 4,41% para outra de 3,77%, ficando abaixo do centro da meta de 4,50% estabelecida pelo Banco Central;
  • O resultado primário do setor público foi de superávit de R$ 12,9 bilhões em abril, conforme divulgado pelo Banco Central. Com esse resultado, o setor público acumulou déficit de R$ 145,1 bilhões nos últimos 12 meses, equivalente a 2,3% do PIB. No quarto mês do ano, o governo central teve saldo positivo de R$ 11,5 bilhões nas suas contas, e os governos regionais tiveram superávit de R$ 867 milhões, acumulando R$ 17,8 bilhões. A dívida bruta do governo geral, por sua vez, atingiu 71,7% do PIB em março, subindo de 69,5% no encerramento do ano passado;
  • O estoque total de crédito no Sistema Financeiro Nacional (SFN) cresceu 0,2% em abril em relação a março, de acordo com os dados divulgados pelo Banco Central e dessazonalizados pelo Depec Bradesco. A carteira total de crédito atingiu R$ 3,071 bilhões, levando a relação crédito/PIB para 48,4%, abaixo do patamar de 51,8% registrado em abril de 2016. A expansão do volume de crédito total em abril foi impulsionada principalmente pelo estoque da carteira de pessoa física, com alta de 0,4%, descontados os efeitos sazonais. Por outro lado, o estoque da carteira de pessoa jurídica caiu 0,1%. Nos últimos doze meses, o estoque total de crédito acumulou queda de 2,2%.
 
Voltar
{Ir para o topo}



MBC

Setor Comercial Norte, Quadra 1, Bloco C
Sala 1708, Ed. Brasília Trade Center
CEP 70.711-902 - Brasília, DF
55 61 3329 2101 | 55 61 3329 2102
mbc@mbc.org.br

© 2014 Movimento Brasil Competitivo. Todos os direitos reservados.